Maior Ônibus do Mundo Começa a Rodar em Curitiba

By | April 19, 2011

O “maior ônibus do mundo” utilizado para transporte coletivo, como anunciado pela Prefeitura de Curitiba, começa a rodar. O Ligeirão Azul tem 28 metros de extensão e capacidade para 250 passageiros, 20 pessoas a mais do que o suportado pelo biarticulado que atualmente circula na capital paranaense.

Maior Ônibus do Mundo Começa a Rodar em Curitiba

A empresa que fabricou o chassi e o motor  do modelo, e que atua neste setor em diferentes países, disse não ter conhecimento de ônibus maior do que este.



O ônibus é 100% biocombustível. Ele vai rodar apenas com combustível à base de soja porque é a matéria-prima que melhor se adapta ao clima curitibano. Os biocombustíveis de outras fontes ficam com uma textura pastosa quando submetidos a baixas temperaturas, o que impede o funcionamento dos ônibus.

Deficientes físicos, auditivos e cegos possuem dispositivos específicos para suas necessidades dentro do Ligeirão Azul. Há ainda, conforme determina a legislação federal, assentos específicos para passageiros que sofrem de obesidade. Além do lugar reservado para cadeira de rodas, o cadeirante pode acionar um mecanismo que avisa ao motorista sobre a parada na próxima estação tubo, como são conhecidos alguns pontos de ônibus em Curitiba.



Para contemplar os deficientes auditivos, no momento em que a porta do ônibus vai fechar, uma luz se acende para que o passageiro se distancie. Nos outros ônibus que circulam pela cidade este aviso é dado via mensagem sonora.

Ele não circula em várias linhas pela cidade então para você que quer dar uma volta neste belo ônibus, embarque nele na Praça Carlos Gomes bem no centro da cidade ou na estação tudo da UTFPR em frente ao Shopping Estação. Como destino você poderá ir até algum dos 2 terminais que ele passa (carmo e hauer) descer e pegar outro para voltar pagando somente uma passagem. Ou ir até o ponto final no terminal do Boqueirão e pegar outro ônibus e visitar o zoológico que fica naquela região da cidade.

Fonte: Jornal G1.Globo