Calçadão da Rua XV ” Rua das Flores” a 1º do Brasil

By | December 11, 2010

Nível de Interesse Turístico: 1 ImperdívelO lado mais conhecido da XV de Novembro é, sem dúvida, o seu espaço turístico chamado de “calçadão da Rua das Flores”, com 1 Km de estensão é a primeira grande via pública exclusiva para pedestres do Brasil, inaugurada em 1972. Esta rua centenária é uma referência para os curitibanos não somente pela sua importância histórica, mas porque nela encontramos alguns dos mais importantes prédios da cidade, como: o Palácio Avenida; o prédio histórico da UFPR; o Teatro Guaíra; a Reitoria da UFPR, entre outros.

Calçadão da Rua XV " Rua das Flores" a 1º do Brasil

No calçadão cheio de canterios de flores em toda sua extensão encontramos uma predominância de endereços comerciais como: lojas de todos os tipos de produtos sendo elas de roupas, calçados, cosmésticos, produtos 1,99, óticas e celulares.



Lanchonetes e restaurantes alguns com mesas na própria calçada, prédios com diversos escritórios, agências bancárias, cafeterias e bancas de revistas. O horário que tudo funciona é das 9:00 ás 18:00h.

Sendo considerada a principal artéria de Curitiba, pelos aspectos turísticos e históricos, esta rua é palco de manifestações sócio-políticas, artistas de rua, como palhaços que interagem com os passantes, músicos e homens-estátua.



Dentre esses artistas, encontram-se figuras já imortalizadas na cena curitibana, mas que ainda causam riso ou receio de quem não costuma passar por ali. Tais como o Oilman, passa óleo pelo corpo, veste uma sunga e sai andando de bicicleta por toda cidade.

O Plá, o “maluco-beleza” curitibano. Compositor, cantor e poeta, estende panos na calçada para as pessoas assinarem, e depois transforma-os em vestes. O palhaço Sombra  que fica imitando os transeuntes, dando sustos, pregando peças. A “Mulher da Cobra” ou “Borboleta 13” que vende bilhetes de loteria. A “Estátua Branca” que com poucos movimentos atrai turistas ganhando o seu sustento. E o “Mineiro do Gato Mia” que bate em uma caixa ou um saco, fingindo que agride um gato que mia sem parar.

Teatros de rua ocorrem com naturalidade, o Festival de Teatro tem todo ano e também rodas de capoeira, músicos tocando sax, violão ou acordeon. As apresentações são durante o dia e quando a noite cai, a Rua XV fica iluminada e o trânsito de pedestres continua com segurança mais é sempre bom tomar cuidado.

Não podemos esquecer dos destaques desta rua que é a Boca Maldita, um espaço sem área determinada que esta em volta de bancas de jornal, cafés, bancos no calçadão e grandes edifícios antigos (em frente ao macdonalds). O local é um ponto de encontro de Jornalistas, esportistas, políticos, aposentados e artistas. Eles são chamados de Cavaleiros da Boca Maldita de Curitiba. Se reunem para discutir, criticar e comentar  sobre determinados assuntos, o local expressa às vontades e indignações populares.

A Boca Maldita tem como  Lema. “ Nada vejo, nada ouço, nada falo”. E o Palacio Avenida um dos mais importantes edifícios históricos da cidade, onde desde 1991 é tradicionalmente realizado em suas janelas um espetáculo natalino com coral de crianças e músicas típicas.

A Rua das Flores/Rua XV de Novembro é um patrimônio da população paranaense, tombada como Paisagem por lei estadual do Paraná.

Localização:

Entre as Praças General OsórioSantos Andrade – Centro

Como Chegar:

A pé: Como fica bem no centro você pode ir andando de vários pontos turísticos como: Praça Osório, Universidade Federal, Teatro Guaíra, Praça Tiradentes, e Paço da Liberdade.

Carro: Os estacionamentos ficam nas ruas próximas e custam entre R$ 4,00 e R$ 8,00 hora. Mas se der sorte e achar vaga pode deixar na rua mesmo é só colocar o cartão de Estar.

Ônibus Linha Turismo: Primeiro horário: 09h06 Último horário: 17h36

Linhas de ônibus: Consulte as linhas da Praça Tiradentes, Praça General Osório, Praça Santos Andrade e Praça Zacarias. Expresso (vermelho):Estação-Tubo Central: Santa Cândida-Capão Raso.